12 prós e contras de um negócio de varejo online

Um negócio de varejo online é uma maneira fácil de começar a promover produtos específicos pelos quais você é apaixonado. Você pode informar ao público em geral o que você tem a oferecer, quanto custam esses produtos e quando eles podem esperar que sejam enviados. Varejistas online como Amazon ou Zulily, que são exclusivamente online, mostram que a loja física não precisa ser o único lugar para conseguir o que as pessoas precisam.

Você está pensando em aumentar a presença do seu negócio? Você tem um novo produto que gostaria que as pessoas soubessem? Estes são os prós e os contras de um negócio de varejo online que você deve considerar para que possa tomar a decisão que melhor se adapta às suas necessidades.

Aqui estão as vantagens de um negócio de varejo online

1. Dê aos clientes a oportunidade de experimentar gratificação instantânea em casa.

Toda a experiência de compra tem a ver com a gratificação instantânea que você obtém ao resolver um problema que possui. Quando um cliente tem a oportunidade de clicar em um botão “comprar” em casa, ele tem a satisfação de saber que está prestes a economizar tempo, dinheiro ou melhorar sua vida de alguma forma. O tempo que leva para enviar o produto aumenta ainda mais a expectativa experimentada.

2. Permita que novos clientes o encontrem, mesmo que você não seja uma empresa local.

Os clientes de hoje procuram o melhor negócio possível. Um equívoco comum nessa área é que um negócio de varejo online precisa cortar preços para criar esse valor. Não é assim. Os clientes desejam a melhor combinação de qualidade e preço disponível. As pessoas estão dispostas a gastar um pouco mais se isso significar que a qualidade do seu produto é melhor. Portanto, os clientes que estão pesquisando produtos podem encontrá-lo quando você tiver um negócio de varejo online, mesmo que não seja local em seu mercado.

3. É uma maneira segura e acessível de testar produtos especiais.

Se você está pensando em expandir sua presença no varejo, às vezes pode ser difícil saber quais produtos vão funcionar e quais não vão. Um negócio de varejo online oferece a oportunidade de explorar produtos de nicho que podem complementar sua principal linha de vendas. Se algo é popular online, então há uma chance melhor de que seja vendido em sua loja tradicional, se você tiver uma.

4. Permite que você execute níveis de estoque mais baixos.

Isso é especialmente benéfico para o proprietário de uma pequena empresa. Se você tiver um alto nível de estoque quando se trata de tributação, você sofrerá um impacto financeiro com base no valor daquele produto. Um negócio de varejo online permite que você opere com níveis de estoque mais baixos sem comprometer os níveis de serviço que está fornecendo, para que você não tenha que sofrer esse abalo financeiro com tanta frequência.

5. Você tem a oportunidade de competir globalmente enquanto permanece local.

Um negócio de varejo online pode literalmente ser administrado a partir de um escritório doméstico que tenha uma garagem grande o suficiente para armazenar o estoque. Você pode até oferecer opções de remessa global se desejar uma ampla variedade de produtos sem a necessidade de uma licença de exportação (embora haja produtos que exijam uma licença adicional). Mesmo se você não quiser se tornar global, você ainda pode alcançar novos dados demográficos de clientes sem o mesmo nível de esforço que uma loja tradicional normalmente enfrenta.

6. É divertido!

Quando você pode trabalhar em casa e ter uma loja 24 horas por dia, 7 dias por semana, a vida fica um pouco mais divertida. É porque você pode trabalhar por si mesmo em seus próprios termos.

Essas são as desvantagens de um negócio de varejo online

1. Leva muito tempo para operar.

Ter um negócio de varejo online que vende apenas alguns produtos pode ser muito benéfico e criar grandes oportunidades de renda passiva. Ter uma loja de varejo online com centenas ou milhares de produtos requer manutenção em tempo integral. Você está lá mudando imagens de produtos, descrições de marketing e até mesmo como os produtos são grupos para atrair os visitantes a clicar no botão “comprar”. Essas horas devem ser postas sem garantia de retorno.

2. Os estornos são mais comuns do que pessoalmente.

É muito difícil verificar a identidade de uma pessoa online até hoje. Embora esse aspecto negativo de um negócio de varejo online tenha melhorado ao longo dos anos, ainda é mais fácil para um cliente ter um estorno bem-sucedido, mesmo que ele tenha enviado seus produtos para você. Mesmo quando você protege um pacote ou exige uma assinatura, a agência do cartão de crédito pode decidir contra você e devolver o pagamento, deixando você com perda de produto e perda de receita.

3. Você deve ser preciso com os custos de envio.

Muitas lojas de varejo online oferecem frete grátis em um determinado nível. Os clientes costumam pensar que essa é uma maneira de fazer com que gastem mais dinheiro, mas o fato é que se trata mais de autopreservação. Calcular o peso de um pedido de remessa online ao solicitar vários produtos é demorado e pode ser muito caro se houver um erro de cálculo. É por isso que é simplesmente oferecido “gratuitamente”. Economize tempo e os clientes podem comprar mais coisas. Isso é vencer / vencer.

4. As penalidades do mecanismo de pesquisa podem reduzir drasticamente a quantidade de tráfego natural que você recebe.

Muitos produtos de varejo devem receber uma descrição de item específica. Quando pode haver dezenas de varejistas online vendendo a mesma coisa que você, os mecanismos de pesquisa são forçados a um enigma canônico. Quais páginas são as melhores? O mais importante? Mais valioso? Se sua página não aparecer na parte superior, você pode ter sido completamente esquecido por meio de penalidades canônicas.

5. Não há como aceitar dinheiro.

Os pagamentos eletrônicos são muito comuns hoje em dia, mas esses pagamentos têm uma certa porcentagem do preço de venda final retirada por esse serviço. Os varejistas podem perder entre 1,5% e 3,0% em cada venda [e às vezes mais] só porque alguém está pagando com cartão de crédito. Isso força o varejista online a ajustar seus preços na mesma quantidade para reduzir suas perdas, tornando seus produtos potencialmente mais caros do que a loja física local.

6. Requer custos indiretos que podem ser iguais aos de uma loja física.

Sua pegada é reduzida com um negócio de varejo online, mas os custos podem ser praticamente os mesmos de um edifício real. Você precisará pagar por um host de site grande o suficiente para administrar seu negócio. A compra paga é a mesma. Os custos de tempo de atividade podem chegar a milhares de dólares por mês. Você precisará de equipamentos para acessar sua loja e continuar aprimorando-a. A menos que você tenha um ou dois produtos de seu próprio desenvolvimento, é importante comparar seus custos de varejo online com os custos tradicionais para ver o que vem por aí.

Os prós e os contras de um negócio de varejo online mostram que ele pode ser um empreendimento extremamente lucrativo. No entanto, sem o marketing voltado para um grupo demográfico específico, também poderia ser um fracasso espetacular. Avalie esses pontos-chave e você saberá se é o momento certo para abrir seu próprio negócio.