8 prós e contras da holding

Holdings não são o tipo de negócio que alguém tradicionalmente imagina. Em vez de produzir bens ou serviços para consumo, essas empresas simplesmente detêm ações em outras empresas. Esse tipo único de estrutura tem alguns benefícios definitivos, mas existem algumas desvantagens exclusivas que também precisam ser tratadas. Aqui estão alguns dos principais prós e contras de holdings para sua consideração.

Os prós de uma holding

1. Os dividendos recebidos pela holding são isentos de impostos.

Isso ajuda a empresa-mãe a ter um impacto econômico local com menos risco geral. Embora os trabalhadores não fabriquem bens e serviços, eles continuam a contribuir ganhando dinheiro com base em suas estratégias de investimento e gastando-o localmente.

2. Existe um nível reduzido de risco legal.

Como as holdings são essencialmente acionistas de uma organização, elas não correm os mesmos riscos jurídicos que teriam se produzissem bens e serviços. Sua participação acionária pode ser afetada financeiramente se uma das empresas nas quais você possui ações perder um processo judicial por qualquer motivo, mas ela não terá uma responsabilidade legal direta que poderia ser ainda mais cara.

3. Não limita uma empresa a ter algumas funções tradicionais.

Nos Estados Unidos, uma empresa pode se qualificar como holding se 60% de seu AGI vier de dividendos, royalties, juros e / ou aluguel. Isso permite que uma empresa se envolva em uma ampla gama de oportunidades de negócios e ainda potencialmente fabrique e venda produtos de consumo se reconhecer que existe uma oportunidade.

4. As empresas holding têm acesso a oportunidades de empréstimo mais seguras.

Como as ações normalmente pertencentes a uma holding são consideradas um ativo tangível, empréstimos seguros baseados em seu valor podem ser garantidos a taxas de juros muito mais baixas. Se a holding entrar em default no empréstimo, o ativo é simplesmente transferido para o titular do empréstimo. É um risco baixo para todos os envolvidos e permite que uma holding expanda seus investimentos quando isso fizer sentido, sem lhes custar a receita corrente.

Os contras de uma holding

1. A gestão da empresa não é muito transparente.

Warren Buffet é a exceção à regra, e não um bom exemplo do que uma holding faz. A maioria das holdings tem seu conselho de administração, seus acionistas ou ambos no escuro quando se trata de como a empresa é administrada. Ao invés de estarem diretamente envolvidas nas operações do dia-a-dia da empresa, essas entidades atuam mais como uma caixa de ressonância para aconselhamento e consulta. De muitas maneiras, fora das principais pessoas envolvidas, há muitas coisas que podem não ser conhecidas.

2. Pode ser difícil liquidar ativos quando necessário.

Se um mercado em alta rapidamente se transformar em um mercado em baixa, uma holding pode se encontrar em uma situação difícil. Eles podem ter uma carteira diversificada, mas algumas ações podem precisar ser descartadas para que as perdas financeiras de um investimento possam ser limitadas. Pode haver multas e penalidades que também precisam ser pagas, mas não há muito dinheiro disponível para que isso aconteça. Comprar é fácil para uma holding. Vender é um pouco mais difícil.

3. A volatilidade do mercado traz consigo a vulnerabilidade das empresas.

Uma holding é tão forte quanto sua estratégia de investimento e a economia que a sustenta. Isso significa que há menos previsibilidade no lucro anual que uma holding recebe em comparação com um negócio mais tradicional. As holdings também não podem lançar novos produtos ou testar novos serviços tanto quanto uma empresa tradicional pode para criar novas fontes de receita.

4. Os acionistas podem ter interesses conflitantes.

Sempre que houver interesses conflitantes para uma holding, isso afetará os preços das ações envolvidas. Os acionistas podem possuir ações de uma empresa na qual a holding já decidiu fazer um investimento. A holding também pode optar por vender parte de seu capital em uma empresa. Se uma holding for muito ativa, há muitos altos e baixos no que diz respeito à estabilidade financeira para todos os envolvidos, o que pode tornar o planejamento para o futuro difícil para algumas das pessoas envolvidas.

Uma holding pode fornecer uma fonte estável de renda. Também pode ser uma entidade comercial muito volátil, afetando muitas outras no seu caminho para a lucratividade. Os prós e contras das holdings mencionados aqui são apenas alguns dos pontos-chave a serem considerados. Antes de iniciar um negócio ou se envolver em um investimento, é melhor buscar aconselhamento jurídico e comercial para garantir que você esteja o mais protegido possível.