8 prós e contras da tomada de decisão em grupo

O que é tomada de decisão em grupo? Por definição, é quando um grupo de pessoas age coletivamente para analisar um problema ou situação e selecionar uma solução em conjunto a partir de todos os cursos de ação disponíveis. São necessárias apenas duas pessoas para formar um grupo, mas pode ser de qualquer tamanho e pode ser um processo formal ou informal. Se você está pensando em instalar esse tipo de processo em seu ambiente profissional, aqui estão os prós e os contras da tomada de decisão em grupo que você deve considerar antes de finalizar sua decisão.

Quais são as vantagens da tomada de decisão em grupo?

1. Traz mais diversidade ao processo de tomada de decisão.

Pessoas diferentes trazem pontos fortes diferentes para a decisão que precisa ser tomada. Suas experiências únicas podem ajudar a criar uma melhor análise geral da situação para que uma melhor decisão possa ser tomada. Cada membro do grupo tem uma qualidade positiva que pode ser aproveitada para criar uma solução superior do que se apenas uma pessoa fosse responsável pela decisão tomada.

2. Mais alternativas potenciais podem ser analisadas.

Pessoas diferentes veem as situações de maneiras únicas. Quando várias pessoas estão envolvidas, há mais alternativas que podem ser consideradas. Isso permite que mais soluções potenciais sejam disponibilizadas, dando à organização a melhor oportunidade de escolher o melhor caminho possível a seguir. Isso ocorre porque mais experiências criam mais ideias, que então criam mais soluções.

3. Crie um melhor entendimento coletivo geral.

Quando uma pessoa toma uma decisão, haverá vários outros dentro da organização que questionarão os métodos e a lógica por trás dela. Ao envolver mais pessoas no processo, há um maior senso de propriedade da decisão final tomada. Isso diminui a quantidade de discórdia e fofoca que surgirão mais tarde.

4. As mudanças tornam-se mais fáceis de implementar.

Quando as decisões são tomadas, significa que a organização está evoluindo de alguma forma para melhor. Como há uma maior apropriação da decisão quando um grupo a toma, a luta contra a mudança diminui. Em vez de “é assim que sempre fizemos as coisas”, a resposta tende a ser “o que posso fazer para ajudar a que isso aconteça?” Porque os resultados que podem ser alcançados passam a ser um reflexo de quem toma as decisões.

Quais são as desvantagens da tomada de decisão em grupo?

1. Freqüentemente, um grupo precisa de mais tempo para tomar uma decisão.

Isso ocorre porque todos os membros do grupo geralmente desejam que seus comentários ou opiniões sejam ouvidos. Eles querem participar do processo. Em vez de uma pessoa avaliando as informações disponíveis e, em seguida, prosseguir, existem normalmente 2 a 7 pessoas revisando as mesmas informações e, em seguida, discutindo as soluções disponíveis. Se uma organização precisa se mover rapidamente, isso pode ser bastante problemático.

2. Muitas pessoas podem se sentir pressionadas a seguir um determinado ponto de vista.

Se houver pessoas em uma posição minoritária no processo de tomada de decisão do grupo, a maioria pode colocar muita pressão sobre essas pessoas para que se conformam com seu ponto de vista. Imagine que 11 pessoas querem condenar um réu, mas uma pessoa acredita que o indivíduo não é culpado; a pressão para mudar pode ser intensa. Quando estão em minoria, alguns indivíduos podem até mesmo comprometer suas convicções morais simplesmente por causa das pressões para se conformarem.

3. Muitos grupos tendem a convergir para soluções extremas em vez de soluções realistas.

Isso ocorre porque os membros do grupo muitas vezes se sentem menos responsáveis ​​pela decisão final tomada porque eles não tomaram a decisão diretamente. Todos eles fizeram. Isso pode levar um grupo a escolher as soluções extremas com mais frequência do que as mais realistas.

4. Nem todas as soluções possíveis podem ser avaliadas por seus méritos.

Como tende a haver repressão por parte da opinião da minoria majoritária, soluções alternativas podem não ser exploradas, mesmo que sejam viáveis ​​para a organização. Isso porque, por meio da deterioração do indivíduo, muitas vezes a solução mais fácil possível é aquela que se busca. A menos que políticas e procedimentos estejam em vigor para evitar isso, o pensamento de grupo que ocorre, especialmente em grupos que são altamente coesos, pode se tornar muito prejudicial.

Os prós e contras da tomada de decisão em grupo mostram que pode ser uma forma eficaz de gerar novas ideias, mas, sem uma gestão adequada, também pode levar a soluções inadequadas. Ao considerar cuidadosamente cada ponto-chave, todos nós podemos abordar com mais eficácia as sessões de decisão em grupo que encontramos regularmente.