8 prós e contras do plano de participação nos lucros

Quando existe um plano de participação nos lucros, ele permite que os empregadores compartilhem com seus empregados a riqueza que uma organização gera. O objetivo é recompensar os colaboradores por suas ações lucrativas para que invistam sua fidelidade e produtividade no futuro do negócio, criando uma relação positiva entre opções e lucros. Com um bom plano de incentivos, bons trabalhadores ficam. No entanto, nem todos os planos são bem elaborados, então aqui está uma visão dos prós e contras de um plano de participação nos lucros.

Quais são as vantagens de um plano de participação nos lucros?

1. Ajude a criar uma cultura de propriedade.

Como regra geral, as pessoas tratam melhor as coisas quando as possuem. É como alugar uma casa em vez de possuir sua própria casa. Um inquilino fará o mínimo necessário quando se trata de manutenção. O proprietário, por outro lado, fará tudo ao seu alcance para proteger seu investimento. Os planos de participação nos lucros ajudam a criar uma cultura em que a propriedade é enfatizada porque o trabalho se torna um investimento em si mesmo.

2. Incentive a participação.

Os funcionários devem ser treinados para fazer mais do que apenas vir para o trabalho todos os dias. Um plano de participação nos lucros ajuda a causar um impacto porque as pessoas podem ver que seus esforços consistentes se traduzem em dólares e centavos tangíveis. Quando a participação nos lucros não é vista como valiosa, o mesmo empoderamento não ocorre e os trabalhadores são mais propensos a sair do que ficar.

3. Vincule as recompensas à ideia de um dia difícil no trabalho.

A maioria dos funcionários quer mais do que apenas um salário sólido no final do dia. Eles querem saber se o trabalho que realizaram teve um significado duradouro para o mundo de alguma forma. Criar um plano de participação nos lucros que possa ajudar os trabalhadores a retribuir à comunidade pode fazer exatamente isso. Em vez de um salário maior ou um dia de férias extra, algumas organizações estão tendo sucesso oferecendo um dia de voluntariado pago. Isso permite que os trabalhadores frequentem os bancos de alimentos locais, programas infantis e outras organizações sem fins lucrativos e ainda recebam o pagamento por aquele dia.

4. Dá à organização uma vantagem competitiva em sua participação no mercado.

Quando os níveis de competição são altos, uma organização precisa ter algum tipo de vantagem para manter ou aumentar sua participação no mercado. Um plano de participação nos lucros pode criar essa vantagem porque os funcionários recebem uma remuneração direta quando fazem a diferença. Existem também várias opções de compensação, incluindo opções de ações e outras opções de investimento.

Quais são as desvantagens de um plano de participação nos lucros?

1. Você pode colocar a atenção do funcionário no lugar errado.

Embora a ideia da participação nos lucros seja para que os trabalhadores se concentrem na inovação e na produtividade, às vezes os trabalhadores acabam focando nos lucros reais. Os trabalhadores podem se concentrar apenas nos lucros e acabar promovendo produtos ou serviços que têm apenas margens de lucro altas, acabando por erodir a reputação de toda a organização. Os clientes sabem quando você está tentando atender às suas próprias necessidades, em vez de tentar resolver seus problemas.

2. Muitos planos de participação nos lucros não são 100% iguais.

Os funcionários querem saber se estão fazendo um negócio justo no que diz respeito ao acordo de participação nos lucros. Se um funcionário obtiver melhores opções de ações ou receber uma estrutura de remuneração que outra pessoa não pode receber, mas deseja, o local de trabalho desenvolverá um senso de direito. Isso ocorre porque os trabalhadores sentirão que não estão sendo tratados da mesma forma.

3. Pode haver custos adicionais ao implementar um plano de participação nos lucros.

Os planos de participação nos lucros são bastante lucrativos na fase de implementação, mas isso muda com o passar do tempo. Quando uma organização se compromete a distribuir uma parte dos lucros aos trabalhadores, isso significa que não há tanta receita disponível para expansão, reinvestimento e outras oportunidades de crescimento. O que é ainda pior é que, se não houver lucro para distribuir, seus trabalhadores perceberão isso rapidamente e pensarão em abandonar o navio.

4. O plano de participação nos lucros pode acabar sendo totalmente inútil.

Se a sua organização emitir opções de ações, o que acontece quando o preço das ações cai abaixo das expectativas? Se o preço de uma ação for $ 90 e as opções de ações forem emitidas a $ 60, isso será um grande ganho potencial para o funcionário. Se o estoque cair para $ 45 após o recebimento das opções, nenhum valor foi oferecido aos trabalhadores. Se o preço das ações nunca mais subir, o único valor das opções de ações mantidas é o valor da reciclagem.

Os prós e contras de um plano de participação nos lucros mostram que, quando elaborado corretamente, pode ser uma ferramenta poderosa de recrutamento e retenção. No entanto, um plano errado pode ser tão desmotivador quanto, portanto, um exame completo de cada ponto-chave é necessário para tomar a melhor decisão possível.